Página Principal
   Quem Somos
   Contato
   Mitos e Verdades
   O que é Vitiligo
   Tratamento
   Vitiligo na infância
   Qualidade de Vida
   Vitiligo e laço social

Clique aqui para indicar este site para um(a) amigo(a).

 

 

 

 

 

 

 

 

O que é Vitiligo?
É uma doença adquirida, ainda sem causa definida, caracterizada pela ausência de melanina na pele por destruição ou inativação dos melanócitos.

O que é melanócito e melanina?

Melanócitos são as células da pele responsáveis pela produção da melanina, que é a substância que dá côr à pele.


Melanócito visto em microscopia (imunofluorescência)


Vitiligo é uma doença comum?

Acomete cerca de 1% da população mundial, atinge todas as raças e ambos os sexos, em qualquer idade. Em cerca de metade dos casos os sintomas do vitiligo aparecem antes dos 20 anos de idade.


Qual a causa da doença?


Não é ainda conhecida, porém várias teorias tentam explicar a doença, entre elas:

Teoria genética: cerca de 1/4  dos pacientes apresenta outros casos na família e foram descritas ocorrências em gêmeos homozigóticos.

Teoria autoimune:considera que alterações do sistema imunológico poderiam resultar na destruição dos melanócitos. Baseada na observação frequente de vitiligo na vigência de outras doenças auto-imunes como hipotireoidismo, diabetes, anemia perniciosa e alopecia areata. Foi ainda observado anticorpos específicos dirigidos contra os melanócitos.

Teoria citotóxica:tem como base evidências de que metabólitos liberados na síntese e degradação da melanina podem ser tóxicos para os melanócitos, levando à sua destruição. 

Teoria dos radicais livres: sugere que a destruição dos melanócitos seja resultado da liberação excessiva de radicais livres no organismo. Também considera-se a deficiência de uma enzima responsável pela eliminação de radicais livres (catalase) como fator responsável pelo desencadeamento do vitiligo.

Teoria neural: mediadores químicos liberados nas terminações nervosas poderiam ser tóxicos para os melanócitos. Esta teoria poderia explicar a associação do vitiligo com estresse psíquico.

Teoria convergente: propõe a combinação das várias teorias para explicar a doença. O vitiligo poderia então ser um sinal ou parte de condições de origens diversas que apresentam em comum a destruição ou inativação dos melanócitos.


Como a doença manifesta-se?

Caracteriza-se por manchas brancas, bem delimitadas, de tamanho e número variáveis, localizadas em qualquer parte do corpo, muito frequente em áreas de trauma como mãos, cotovelos, joelhos e pés. É comum também atingir a face, principalmente nas regiões ao redor dos olhos e boca.

Pode aparecer também na área genital, em ambos os sexos. A despigmentação pode ainda afetar os pelos.


Fotos vitiligo


Como ocorre a evolução do vitiligo ?

A evolução ou extensão do vitiligo depende de cada pessoa. Na maioria dos casos começa como uma mancha em uma pequena área e com o passar do tempo pode surgir novas manchas em outras regiões. Pode permanecer estável  ou ocorrer um aumento das lesões. Em alguns casos pode ocorrer até mesmo repigmentação expontânea. Os tratamentos atuais podem ajudar no controle e repigmentação da doença e, quanto mais precocemente iniciado, melhor será o prognóstico.


Como classifica-se o vitiligo?

De acordo com a localização e extensão pode ser classificado em localizado (quando atinge pequena área), segmentar (atinge apenas um segmento do corpo), generalizado (quando atinge áreas mais extensas) ou universal (quando acomete mais de 75% da superfície da pele).




Como é feito o diagnóstico?

Geralmente baseado no aspecto clínico das manchas e na história da evolução da doença. Raramente é necessário exame específico para diagnóstico, porém é fundamental  afastar doenças que podem estar associadas ao vitiligo (como o hipotireoidismo) e para isso pode ser preciso realização de exames laboratoriais. Existem ainda lâmpadas especiais que podem ser usadas para facilitar o diagnóstico.


Exame com lâmpada especial evidenciando as lesões



O que é uma doença autoimune?

Condição em que o sistema imunológico de um indivíduo reage contra o próprio organismo através da produção de autoanticorpos. Doença autoimune, ao contrário do que muita gente acredita, não significa deficiência imunológica e sim uma resposta imunológica exacerbada direcionada ás células ou um órgão específico. No caso do vitiligo o sistema imunológico reconhece os próprios melanócitos como células estranhas e as atacam, levando á sua destruição ou inativação.


O vitiligo pode causar coceira?

Não há razão encontrada para que isso ocorra.


O vitiligo pode atingir a região genital?

Sim. Não é raro o vitiligo comprometer a área genital, afetando ambos os sexos. Às vezes a área genital é a única região afetada.


Quando o vitiligo afeta a área genital pode ser contagioso ou comprometer a função sexual ?

Não. O vitiligo quando afeta a área genital não é contagioso, não necessitando portanto de nenhuma proteção especial. Não existe também nenhuma razão para o vitiligo comprometer a função sexual.


Por que as pessoas com vitiligo necessitam cuidados especiais em relação ao sol?

Porque a melanina ajuda a proteger a pele dos raios solares. Como as manchas de vitiligo têm deficiência ou falta de melanina o sol pode causar danos à pele, como queimaduras graves. Por isso é tão importante a proteção solar. 




                       
                         Rua Joaquim Antunes 727 cj 21 - Pinheiros - São Paulo - SP

                                                                 Tel: (11) 2729 9462